Home
Palestra
Fotos
Publicidade
Notícias
Contato
Notícias

RESULTADOS:

Rory McIlroy - foto FB


*** ABERTO DO ESTADO DO PARANÁ

Curitiba PR (GOLFEMPRESAS) - Sobrou emoção para definir os campeões do 30º Aberto do Estado do Paraná, tanto na categoria masculina quanto na feminina foram decididos no último buraco.

O gaúcho Andrey Xavier foi campeão masculino com 214 tacadas, duas abaixo do par, enquanto Fernanda Lacaz for a vencedora scratch no feminino.

Matheus Park, fez três birdies nos últimos nove buracos e foi o vice-campeão.

Na categoria M1, o destaque foi o paranaense Arthur Locoman dos Santos, com 212 tacadas, em segundo ficou o carioca, Breno Domingos, e em terceiro Diego Aragon, com 215.

Na categoria M2, o primeiro lugar ficou para Luis Miguel com 134 tacadas seguido de Milton Watanabe, com 135 e Rodrigo Bacher, com 138. Na categoria M3, o campeão foi João Alfredo, com 131, em segundo ficou Djalma Berger com 141 e em terceiro, Guilherme Pedriali, com 143.

Na categoria F1, a gaúcha Manoela Barcellos foi a campeã, ao terminar com 230 tacadas, em segundo lugar ficou Isu Choi, e em terceiro ficou Rossana Marini.


*** ABERTO DO DAHMA

São Carlos SP (GOLFEMPRESAS) - Marcos Negrini conquistou em São Carlos (SP), o tetracampeonato do Honda Open – Aberto do Damha – Taça Gocil 2019.

Negrini venceu cinco das seis últimas edições do Aberto do Damha, e ainda foi duas vezes vice campeão, em 13 anos do evento.

Negrini, que começou a aprender golfe ainda menino, durante a construção do Damha Golf Club, foi campeão com 150 (75-75) tacadas, cinco de vantagem sobre Matheus de Oliveira, que foi o vice-campeão com 155 (76-77). Heitor Porto, também do Damha, ficou em terceiro, com 156 (77-79).

Na classificação por handicaps índex até 8,5, o título ficou para Rogerio Cardoso, do Damha, com 139 (68-71) tacadas, cinco abaixo do par, seguido por Matheus de Oliveira, o vice da categoria com 143 (70-73), e por Heitor Porto, do Damha, terceiro colocado com 148 (73-75).

Na 8,6 a 14, mais um título para o Damha, com Felipe Talarico vencendo com 135 (67-68), seguido por Cristiano Verdi, do Quinta do Golfe, com 141 (70-71). Leandro Metzner (72-71), do Arujá, levou o troféu de terceiro lugar no desempate contra Andre Simão (73-70), do Damha, depois que ambos empataram com 143 tacadas.

Na 14,1 a 19,4 Guilherme de Camargo do Damha foi campeão com 136 (67-69) tacadas. Sergio de Figueredo, do Ipê, foi o vice, com 137 (69-68), seguido por Satoshi Kurotaki, do Damha, terceiro com 138 (70-68).

Na 19,5 a 25,7, o campeão foi Rodrigo Peixe, do Terras de São José, com 136 (70-66), uma tacada à frente de Constantino Ajimastro Junior, vice-campeão com 137 (69-68). Luiz Eduardo de Albuquerque, do Guarapiranga, ficou em terceiro, com 138 (69-69).

O Damha venceu a etapa do Campeonato de Clubes por Handicap Índex do Estado de São Paulo, onde valiam dois dos três melhores resultados net de cada clube, jogando com Rogério Cardoso, Guilherme de Camargo e Felipe Talarico, que somaram 271 tacadas, contra 278 do Ipê e 286 do São Fernando.

Entre as mulheres, Adriana Cabernite, do Terras de São José, venceu entre as de índex até 18, com 152 (74-78) tacadas, seguida por duas jogadoras do Damha: Bianca Vidal, com 155 (84-71), e Cristina Rosel, com 157 (77-80).

Na 18,1 a 33,8, na modalidade stableford, venceu Marisa Machado, do Damha, com 65 pontos, seguida por duas jogadoras do Ipê: Maria Tereza Define, com 59, e Celia Petrov, com 58 pontos.

Carlos Gonzalez, o Carlão, presidente do Damha, que também representou a Gocil, apresentou a entrega de prêmios que teve a mesa formada ainda por Rogério Sakurai, da área de marketing da Honda; Ademir Mazon, vice-presidente da Federação Paulista de Golfe, e Emiliano Saran, da Saran Eventos e Saran Consulting, que representou a Innova e a EMS.


[ voltar para a homepage ] [ ver todas as notícias ] [ ver próxima notícia ]






Copyright Golf e Negócios 2019   Desenvolvido por InWeb Internet