Home
Palestra
Fotos
Publicidade
Notícias
Contato
Notícias

Que os fechamentos de campos acabem e que se abram novos são votos para 2019

Campo do Iberostar - div.

São Paulo (GOLFEMPRESAS)- Os votos para o ano de 2019 são para a maioria dos golfistas que não fechem mais campos e que se abram mais cenários para o esporte.

Dois campos foram fechados no segundo semestre de 2018, o Malai Manso, na Chapada dos Guimarães (MT), inaugurado em 2017 e o Amazônia Golf Resort, em Rio Preto da Eva (AM), inaugurado em 2010.

A essas tristes notícias se agrega o fechamento do Club House, um centro de treinamento indoor, num dos melhores bairros de São Paulo.

Para o novo ano a esperança de resurgimento do golfe já melhora com a informação confirmada que nos próximos meses sera reaberto o Campo do Iberostar, na Bahia, com nove buracos.

Também os golfistas fazem votos para que não diminua mais o número de praticantes já que são apenas pouco mais de 9.000 os jogadores que tem handicap.

Os votos também vão no sentido para que em 2019 possam surgir ou sejam fortalecidas iniciativas de torneios e circuitos de ámbito nacional, tanto para amadores como para profissionais.

O sentimento da maioria de golfistas é também que os dirigentes de federações e clubes trabalhem comprometidos fundamentalmente para o desenvolvimento do esporte e não para agradar de egos e receber benesses.

É muito pedir para um ano porem os golfistas somos otimistas!

[ voltar para a homepage ] [ ver todas as notícias ] [ ver próxima notícia ]






Copyright Golf e Negócios 2019   Desenvolvido por InWeb Internet